Futebol na Terra da Rainha - Capítulo 19 - Por dentro do Emirates Stadium


Claro que Highbury era um estádio dos mais charmosos de Londres e que não deixa de dar um certo incômodo pensar que ele não existe mais. Mas como tudo tem um lado bom, a cidade ganhou um estádio espetacular e o Arsenal mudou de patamar com a construção do Emirates Stadium, um dos mais modernos do mundo.


Gramado impecável, visões completas para todos os espectadores

Mesmo tendo sido inaugurado em 2006, a atmosfera de algo novo e moderno ainda paira sobre o Emirates. Das organizadas bilheterias à magnitude das duas lojas do Arsenal, passando pela arquitetura do estádio, tudo chama a atenção.



Um aspecto que me chamou a atenção pela forma diferente em relação aos outros estádios foi a homenagem aos ídolos do clube. Ao redor de todo o anel do Emirates, fotos e frases de Bergkamp, Adams e de outros mitos do Arsenal se misturam à bela imagem de vários ídolos, de costas, como que abraçando o estádio. Ainda do lado de fora, um sensacional painel mostra formações dos Gunners em Highbury, perfilados de forma idêntica entre 1913 e 2006.

Bergkamp eternizado no estádio e o abraço dos ídolos históricos do clube (abaixo)

Um painel espetacular com fotos de várias gerações de jogadores, posados em Highbury

De quebra, os bancos que ficam na praça em frente ao estádio têm nomes, números das camisas e marcas como jogos e gols de jogadores históricos pelo clube. Abaixo deles, a calçada é enfeitada com ladrilhos especiais, comprados pelos torcedores, que demonstram sua paixão pelo clube em pequenas frases.

Banco com dados sobre o francês Pires e os ladrilhos no chão com os nomes dos fãs

Se do lado de fora o estádio já traz uma boa impressão, desde as muito bem localizadas estações de metrô que dão acesso (Arsenal e Holloway Road), dentro o Emirates impressiona. Tem todas as características dos estádios ingleses, como a proximidade do público com o gramado, os ótimos bancos de reservas e a qualidade impressionante do campo de jogo.


O confortável banco de reservas e a estreita distância para os torcedores

Além disso, o estádio traz também modernas instalações, como a tribuna de honra e os acessos internos a bares e vestiários. Sem falar na sala de impresa e o espaço excepcional para o trabalho dos jornalitas.

O conforto das cadeiras da tribuna de honra...
....e a modernidade da sala de imprensa (acima e abaixo)


Os vestiários são espetaculares, confortáveis e espaçosos. Um dos aspectos que chamou atenção no vestiário do Arsenal foi o fato de o box destinado ao capitão ficar exatamente de frente para a mesa do treinador. Na Inglaterra, capitão é um cargo muito sério e essa foi uma das provas disso. Aliás, o capitão é quem decide se todos vão jogar de mangas curtas ou longas nos Gunners. Nada de um ou outro com camisas diferentes.


No vestiário, o capitão (10, Van Persie, ao fundo), fica de frente para o chefe Wenger (mesa ao centro)


Com capacidade para 60.361 pessoas, todas sentadas, o Emirates teve como primeiro nome Ashburton Grove, rua onde está localizado, mas o contrato do Arsenal com a empresa aérea do Oriente Médio acabou por definir a nomenclatura.



Com acessos facilitados por onde quer que seja e com ídolos homenageados em qualquer canto, o Emirates, que ganhou recentemente estátuas de Henry, Tony Adams e Herbert Chapman, é um estádio especial, imponente e acolhedor ao mesmo tempo.

Veja outros posts sobre o Arsenal
Vendo um jogo da Champions League no Emirates
Museu do Arsenal
A volta de Henry ao Arsenal
Camisa do Arsenal da Final da FA Cup de 1971

Confira os outros capítulos da série Futebol na Terra da Rainha
Capítulo 1 - Craven Cottage, a casa do Fulham
Capítulo 2 - Meadow Lane, o estádio do Notts County
Capítulo 3 - City Ground, o estádio do Nottingham Forest
Capítulo 4 - O Leyton Orient e o Matchroom Stadium
Capítulo 5 - Wembley, capital mundial do futebol
Capítulo 6 - This is Anfield. O estádio mítico do Liverpool
Capítulo 16 - Museu do Arsenal
Capítulo 17 - Museu do Chelsea
Capítulo 18 - Museu do Manchester United

Comentários

  1. Muito boa a matéria, parabéns pela iniciativa.

    ResponderExcluir
  2. Muito legal. Emirates, orgulho Gunner.

    Parabéns pela matéria

    ResponderExcluir

Postar um comentário