Futebol na Terra da Rainha - Capítulo 6 - This is Anfield



Alguns estádios não podem ser tratados apenas como um campo de futebol. Essas espécies raras têm uma atmosfera que jamais será substituída pela reforma mais espetacular ou pela ampliação da sua capacidade. Alguns estádios têm alma. E na Inglaterra, se existe um estádio com esse perfil, seu nome é Anfield.

Uma das melhores formas de tentar vivenciar um local é fazer como seus habitantes. Daí a decisão de seguir exatamente o que um cidadão comum de Liverpool faz para ir ao estádio, ou seja, pegar um ônibus no centro da cidade e tomar o caminho do bairro de Anfield. Não dá para tentar explicar aqui qual foi a sensação que tive ao ver o estádio à distância e perceber que o ônibus para - literalmente - na porta de Anfield. Não é preciso nem atravessar a rua...



De cara, o muro que sustenta o Kop, com um baita escudo do Liverpool, e uma estátua de Bill Shankly, referências futebolísticas que já valeriam o passeio. Situada atrás do gol que fica à direita de quem acompanha os jogos do Liverpool pela TV, o Kop (cuja foto abre este post) é um setor do estádio originalmente construído em 1906 e que chegou a abrigar 30 mil pessoas - hoje, com as alterações pós-Relatório Taylor, sua capacidade máxima é de 12.390. É dali, onde não existem camarotes ou setores diferenciados, que saem os cantos mais emocionados e entusiasmados de apoio aos jogadores, onde se concentram as faixas e bandeiras e também a origem dos versos de "You´ll Never Walk Alone". O local se tornou tão simbólico que muitos outros estádios batizaram alguns setores como Kop.

Entrada do estádio pelo portão Bob Paisley, com o Kop ao fundo
Já Bill Shankly treinou o Liverpool entre 1951 e 1974, promoveu diversas alterações estruturais no estádio, reergueu o time, o tirando da segunda divisão, conquistando um título duas temporadas depois na elite e dando ao clube sua primeira FA Cup (1965), entre outras conquistas. Shankly fomentou o caminho para o Liverpool se transformar no rei da Europa no final dos anos 1970.

Estátua de Bill Shankly, o homem que reinventou o Liverpool
A mística de Anfield é algo acima de qualquer estádio. Até mesmo pelo fato de manter características especiais, como o acanhado vestiário, que preserva a mesma estrutura de décadas passadas. Difícil não passar um filme na cabeça quando se está ali. É voltar aos anos 1960 e 1970 e pensar em Shankly e em Bob Paisley. E de repente pousar em 2005 e imaginar Rafa Benítez conversando com Gerrard e Carragher.

Vestiário de Anfield mantém a simplicidade de muito tempo

Assim como fica difícil não se emocionar com os corredores que dão acesso ao gramado, recheados de fotos marcantes da história do clube. A entrada para o impecável palco do futebol é marcada, na estreita escadaria, pela placa com os dizeres "This is Anfield", colocada a pedido de Bill Shankly para provocar medo nos adversários. É outro daqueles símbolos do futebol para o qual podemos perder vários minutos olhando. Se a plaquinha certamente colocou medo em muito marmanjo que foi jogar ali, também foi respeitosamente tocada por gente do calibre de Kenny Dalglish, Steven Gerrard, Graeme Souness, Ian Rush, Kevin Keegan....

Corredores de acesso ao gramado, com fotos históricas do clube

Entrada para o gramado e a placa famosa logo acima: só quem é pedra não se emociona

A primeira - e inesquecível - vista do gramado e das arquibancadas impressiona. Por todas as características marcantes dos estádios ingleses, como a qualidade impecável do gramado, a organização das cadeiras, a distância do público para os jogadores e, claro, por ser Anfield. Uma marca especial deste estádio, inclusive, é a mínima distância entre os bancos de reserva dos dois adversários. Os técnicos praticamente usam a mesma área técnica e os suplentes ficam, realmente, muito próximos um dos outros, como pode ser comprovado na foto abaixo.

Do lado esquerdo, com os escudos do Liverpool, o banco dos Reds. Ao lado, o espaço dos rivais

Antiga casa do rival Everton entre 1884 e 1892, Anfield passou a ser do Liverpool no ano da fundação dos Reds, em 1892, quando uma disputa entre os donos do estádio e a diretoria do Everton sobre o aluguel acabou resultando no abandono de Anfield. Um dos donos do estádio, John Houlding, fundou o Liverpool, que já nasceu tendo Anfield. O estádio, que hoje pode receber 45.362 torcedores, todos sentados, já recebeu nada menos do que 61.905 pessoas no jogo do Liverpool contra o Wolverhampton, em 1952, pela Copa da Inglaterra.

Gramado impecável e atmosfera única fazem de Anfield um estádio espetacular

Números assustadores perto dos 200 espectadores que viram o primeiro jogo do Liverpool em Anfield, a goleada de 7 a 1 sobre o Rotherham Town, em um amistoso em setembro de 1892. Em setembro do ano seguinte, outra goleada, desta vez por 4 a 0 no Lincoln City, acompanhada por 5 mil pessoas, marcou o primeiro jogo do Liverpool por uma liga no local. O fato de o Everton ter sido o primeiro dono do estádio rendeu ao clube azul da cidade a primazia de ser o primeiro campeão nacional de Anfield, feito conquistado na temporada 1891/1892.

Estádio mais do que ligado ao Liverpool já pertenceu ao Everton

As referências históricas do estádio estão espalhadas por todos os lados. Os dois portões carregam os nomes dos técnicos históricos, Bob Paisley e Bill Shankly. Próximo aos portões Shankly, no lado inverso do Kop, está o memorial em homenagem aos 96 mortos na tragédia de Hillsborough, em Sheffield, em 1989. A chama eterna, ladeada pelos nomes de todos aqueles que perderam a vida naquele desastre (inclusive um primo de Gerrard, de 10 anos de idade), é uma cortante e emocionante lembrança.

Memorial às vítimas de Hillsborough: de arrepiar

O portão vizinho, inclusive, tem a pontual, precisa e eterna frase "You´ll Never Walk Alone", celebrizada nos cânticos da torcida e no atual escudo do clube. É essa a sensação que qualquer um tem ao visitar Anfield.



Fãs do Liverpool: esse não será o único post da série dedicado ao clube. Aguardem!

Confira os outros capítulos da série
Capítulo 1 - Craven Cottage, o estádio do Fulham
Capítulo 2 - No Notts County, o clube mais antigo da Inglaterra
Capítulo 3 - Nottingham Forest e o City Ground
Capítulo 4 - Leyton Orient e seu Matchroom Stadium
Capítulo 5 - Wembley, capital mundial do futebol
Capítulo 7 - Vendo um jogo da Champions League no Emirates
Capítulo 8 - Onde a FA foi fundada e as regras do futebol, unificadas



Comentários

  1. Muito bom o post, Fred.
    Você captou o que não tem significados, nem explicações.
    É mítico, é histórico e intangível.
    Parabéns!
    Abração
    Mário Marra

    ResponderExcluir
  2. Mais uma aula, como bem disse o Marra.

    Dá gosto de ler e aquela vontade doida de ir.

    Para privilegiados, definitivamente!

    ResponderExcluir
  3. O "This is Anfield" na caminho para o campo é maravilhoso e inteligentíssimo. Além de marcar o estádio como único, é, com certeza, um soco na barriga dos jogadores mais novos que vão até lá pra enfrentar o Liverpool.

    Post sensacional, Fred! Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Com certeza é o estádio que eu visitaria na Inglaterra, tem muita história e a placa com o "This is Anfield" realmente é muito legal, quando se mostra a entrada dos jogadores e praticamente todos tocando a placa momentos antes de entrar no gramado se vê a importância da história do Clube e o respeito dos jogadores.

    Pedro Neves

    ResponderExcluir
  5. Mais um ótimo post, Fred! Está série sobre o futebol inglês está demais, tomará que ainda tenha muitos posts por vim. Abs

    ResponderExcluir
  6. Não é necessário aceitar o comentário:
    Jota, sou colaborador da Liverpool Brasil (liverpoolbrasil.com) e gostaria de saber se posso colocar o post lá com os devidos créditos, claro.

    Por favor, responde em contatoliverpoolbrasil@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. Post perfeito, até quem não torce para o Liverpool como eu sentiu emoção nos seus comentários!

    ResponderExcluir
  8. Caramba, muito bom seu post! Você torce pro Liverpool? Como conseguiu ter acesso a parte interna do estádio?
    Eu não posso morrer antes de conhecer esse estádio. Quem dera no Brasil as coisas tivessem essa atmosfera também.

    ResponderExcluir
  9. E Liverpool é uma cidade muito bonita, merece ser visitada por todos aqueles que desembarcam na Terra da Rainha. fui no jogo sábado passado contra o Norwich City e minha esposa publicou sobre a cidade no blog dela: http://nomundodarenata.blogspot.com/2011/10/yellow-submarine.html

    ResponderExcluir
  10. Muito legal o post, Luis Gustavo. Infelizmente, não consegui ver um jogo em Anfield... Vou ter que voltar, heheh

    ResponderExcluir
  11. Simplismente SENSACIONAL !!!!

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Frederico, você realmente conseguiu me emocionar com sua matéria sobre o Anfield. Sou torcedor fanático do Liverpool e esse estádio mexe comigo e com todos que adoram esse clube maravilhoso. Agora em abril, irei para Londres e gostaria de dar uma esticada até Liverpool, justamente para conhecer Anfield. Você poderia me dar umas dicas? O estádio fica aberto a visitação todos os dias? E só chegar, pagar e visitar? Tem algum horário específico? Obrigado e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  14. Olá, Carlos, obrigado pelos elogios. Para ir a Liverpool, basta pegar um trem em Londres que sai da estação Euston. Em relação às visitas, exceto em dias de jogos. São vários horários disponíveis, dependendo da hora que vc chegar a Anfield. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela rápida resposta. Abraço.

      Excluir
  15. Bruno Teixeira da Silva18 de março de 2012 23:22

    Genial, chega a ser inacreditável que em 2012 tenhamos algo tão histórico, preservado e que se enquadra perfeitamente à Liga mais cara do planeta.

    Parabéns Frederico pelo post e obrigado por aguçar ainda mais o prazer deste jovem leitor por futebol!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  16. Obrigado pelo elogio, Bruno, só aumenta minha responsabilidade de fazer um trabalho ainda melhor. A série inglesa ainda não acabou e terão vários posts. Espero que vc curta. Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Sou torcedor do Liverpool desde 2005 quando vi o time ser campeao contra o Milan e logo identifiquei com a torcida do Corinthians. Desde entao torco muito por este time e chego a ficar emocionado em qualquer tipo de materia relacionado a esse time. #YNWA

    ResponderExcluir
  18. Another fact that proves that football camisas futebol replicas as Spain have proven to be a force to reckon with when it comes to the sport; that is why you can easily spot someone wearing an Espana camiseta whenever there is an international football tournament. Not only the Spanish national team has a lot of support but love for Spanish football can also be seen by the fact that the Spanish league has also gained a lot of popularity amongst football fans.

    A real Madrid jersey would be an easy one to find since most retailers have realized that they are in high demand. As a matter of fact several people who want to buy football shirts look for Spanish league jerseys. You might find that a camisetas de atletico Madrid is just as popular as a Manchester united camiseta and if you compare the two teams, atletico Madrid does not rank that highly in the Spanish league compared to Manchester city which ranks highly in the English premier league.
    There are several reasons one may want to buy football shirts but the main one is to show support for their team. The good thing about all of this is the fact that once you buy football shirts you do not have to wait till the big game to put it on, you can put on football shirts any time with a pair of shorts or trousers. The only thing it will say about you is that you are loyal to that team; it is now also possible to place special orders when you buy football shirts. For example, if it is a Manchester united camiseta you are purchasing you can customize it such that your name camisetas de fútbol portugués just decide to buy football shirts with the name of your favorite player written on the back. That way you can support the team and even more specifically the player.

    ResponderExcluir
  19. A large part of population in Brazilian football is low-income black and variegated race. Some experts believe that the Brazilian football's unique style the level of world-class are inseparable with the physical conditions when Brazilians are born. The Brazilian soccer players have strong bodies ability to control and feet <a href="http://www.camisolasdefutebolbrasil.com/><strong>Camisas de Futebol</strong></a> of all black athletes, so that the confrontation in physical activity or changes in or under the actual needs of the rhythm, coordination to respond quickly.
    Many elements that affect the Brazilian football. For example, playing football is simple; the rules are simple; it does not require special equipment, facilities and venues. In other words, football can be carried out on artificial turf, also can be carried out on the bare space, and even the beach or indoors. The ball can be the regular game balls; can also be filled with socks, or the direct use of circular objects, and even soft drinks and other caps of all available objects. People in authentic football jerseys use their different physical conditions to play football, which makes the large number of Brazilian participation in sport, in football, some people with football talent living in the football environment, which took them on a football way, thus it ensures a high level of soccer players in Brazil and it is extremely rich in resources, just like the basketball of United States.

    Brazil national football team is the world's first winning team to get five World Cups in 1958, 1962, 1970, 1994 and 2002. In Brazil, the world's professional teams are more than any other national teams in the world, called the highest in the world. Officially registered soccer club has more than twenty thousands; the number of people engaged in sport is more than one million. Brazil is the World football powerful country, Camisas de Futebol Brasil this is the reason why Brazil is chosen to hold 2014 World Cup.

    ResponderExcluir
  20. Het nieuwe uit-tenue, dat zal worden gedragen tijdens voetbalshirts kopen Europees kampioenschap (EK) voetbal, is zwart met een rechthoekig oranje vlak aan de rechterkant van het shirt. Volgens Nike symboliseert de kleur autoriteit, overheersing en kracht en past het daarom bij uitstek bij de ambities en uitstraling van het Nederlands elftal. In de kraag van het shirt staat de tekst "Nieuwe Meesters". Daarmee refereert Nike aan Nederlandse kunstenaars uit de 17de eeuw, zoals Rembrandt en Vermeer.Alsof de meer dan 100 t-shirts uit de Designed by... collectie nog niet genoeg zijn, introduceert COPA de nieuwe COPA Vintage collectie. Niet alleen wijn wordt beter door de jaren heen. Door het gebruik van speciale stoffen, wassingen en prints is de nieuwe COPA Vintage lijn een ode aan vervlogen voetbaltijden.
    De inspiratie voor de T-shirts met unieke aging effects en de vele details is afkomstig van een combinatie van retro voetbal en vintage style T-shirts, die de COPA Vintage lijn een verrijking voor de collectie maken. Ze reflecteren voetbalstijlen van vroeger met een zorgvuldige afweging van de producten, kleuren en stoffen uit die tijd, en COPA’s liefde voor voetbal.Er zijn weinig kledingmerken die zo’n iconisch symbool in hun logo hebben als Lacoste. Ook zijn er weinig modemerken die een directe associatie oproepen met een kledingstuk als de polo van Lacoste. Heb jij je altijd afgevraagd waar die krokodil vandaan komt op de iconische en razend populaire Lacoste poloshirts? Daar kom je nu achter!
    Vele weten waarschijnlijk niet dat het modemerk Lacoste afkomstig is van de Franse tennisser René Lacoste. René Lacoste was in de jaren 20 van de vorige eeuw een beroemde tennisser vergelijkbaar met Roger Federer en Rafael Nadal nu. In 1926 en 1927 stond Lacoste eerste op de wereldranglijst en won in zijn tenniscarrière maar liefst zeven Grand Slam-titels waaronder Roland Garros, US Open en Wimbledon.

    De jonge René Lacoste was een intelligent mannetje en zijn vader wilde dan ook dat hij voor ingenieur zou gaan studeren. Lacoste was echter zo in de ban van het tennis dat hij hard trainde om hierin de allerbeste te worden. Hij liep elke dag kilometers lang, bestudeerde aandachtig de greep op zijn tennisracket en kreeg les van verschillende tenniskampioenen. Toen Lacoste op 19-jarige leeftijd, in 1923, indoorkampioen van Frankrijk werd, werd hij lid van de Franse Davis-Cupploeg en sleepte jaren daarna vele titels binnen.

    ResponderExcluir

Postar um comentário