Real Madrid x Liverpool: dois reis da Europa em campo

Dois dos maiores vencedores da Champions League decidem em Kiev quem será o novo campeão europeu em partida com muitas estrelas em campo e recordes a serem batidos 

Um verdadeiro encontro de gigantes, por mais clichê que essa frase possa parecer. O confronto entre Real Madrid e Liverpool, que decide a Champions League e fecha a temporada europeia, é muito mais que um jogo (outro clichê). É um duelo entre dois dos maiores campeões da competição e dois clubes que foram as forças dominantes do continente em várias ocasiões. Neste post, vou mostrar curiosidades, recordes a serem batidos e personagens desta decisão.

Não é a primeira vez que os dois se enfrentam em uma decisão. Em 1981 (vídeo abaixo), o Liverpool derrotou o Real Madrid por 1 a 0 em um momento em que a divisão de forças era bem diferente do que é hoje. O time inglês tinha conquistado a então Copa dos Campeões em 1977 e em 1978 e voltaria a vencer em 1984. Já o Real, força dominante do início da competição, quando ganhou cinco taças seguidas (1956 a 1960), voltou a ser campeão em 1966 e voltava a uma decisão depois de 15 anos. 

Em 1984, portanto, com a conquista do tetra do Liverpool, os dois eram os maiores campeões da Europa. Hoje, o Real disparou, tem 12 títulos, o Milan passou o Liverpool e tem 7. Os ingleses agora, estão empatados em terceiro lugar, ao lado de Bayern de Munique e Barcelona, com 5. 

Mais do que os números frios, o jogo em Kiev neste sábado (15h45 de Brasília) reúne a magia dos craques que podem fazer a diferença, como Cristiano Ronaldo, Marcelo e Kroos, do lado espanhol, e Salah, Mané e Firmino, o trio destruidor de ataque do Liverpool. Mas curiosidades e dados não faltam. Vamos a eles:

AS CAMPANHAS

Liverpool
  • O Liverpool estreou na fase de play-offs e, por isso, jogou duas partidas a mais que o Real, que estreou na fase de grupos. Os ingleses fizeram 14 jogos. São 9 vitórias, 4 empates e apenas uma derrota, para a Roma, na semifinal.
  • Os Reds marcaram incríveis 46 gols até aqui, média de 3,28 por jogo. Levou 16 em toda a trajetória.
  • Incluindo a fase preliminar, os artilheiros do Liverpool são os seguintes: Salah e Firmino (11), Mané (9), Coutinho (5), Can (3), Alexander-Arnold e Chamberlain (2), Sturridge e Wijnaldum (1). Contra (1)
Salah: estrela egípcia maior esperança de gols do Liverpool (Foto: LFC)

  • O Liverpool passou pelo Hoffenheim nos play-offs, por Sevilla, Spartak Moscou e Maribor na fase de grupos e Porto, Manchester City e Roma no mata-mata.
  • Maiores goleadas: 7 a 0 contra o Maribor e 7 a 0 contra o Spartak, na fase de grupos
  • Maior derrota: 2 a 4 para a Roma, na semifinal.

Real Madrid

  • O Real entrou em campo 12 vezes. Venceu 8, empatou 2 e perdeu 2 jogos.
  • O ataque da equipe espanhola não ficou um jogo sequer sem marcar. No total, foram 30 bolas nas redes, média de 2,5 por partida. Em toda a trajetória, sofreu 15 gols.
  • Cristiano Ronaldo fez nada menos do que 50% dos gols do Real Madrid na Champions. O português marcou 15 gols em 12 jogos. Os outros jogadores que marcaram são os seguintes: Benzema (4), Marcelo (3), Sérgio Ramos, Bale, Modric, Nacho, Mayoral, Vázquez, Casemiro e Asensio (1).
O monstro artilheiro e recordista Cristiano Ronaldo: estrela do Real e do jogo (Foto: Real Madrid)

  • O Real enfrentou Apoel, Borussia Dortmund e Tottenham na fase de grupos e eliminou PSG, Juventus e Bayern de Munique no mata-mata.
  • Maior goleada: 6 a 0 contra o Apoel, na fase de grupos.
  • Maiores derrotas: 1 a 3 para o Tottenham, na fase de grupos, e 1 a 3 para a Juventus, nas quartas de final.

Os antigos confrontos


Real Madrid e Liverpool já fizeram 5 jogos em toda a história da Champions League. Além da final de 1981, vencida pelos ingleses (1 a 0, vídeo acima), os dois se encontraram nas oitavas de final em 2008/09, quando novamente o Liverpool se deu bem, com uma vitória de 1 a 0 em Madri e uma goleada de 4 a 0 em Anfield. Os últimos encontros entre os dois foi na fase de grupos em 2014/15. Naquela vez, quem venceu duas vezes foi o Real (3 a 0 e 1 a 0).

Abaixo, a goleada de 4 a 0 do Liverpool sobre o Real em 2009


Abaixo, a vitória do Real sobre o Liverpool por 3 a 0 em 2014





NÚMEROS E CURIOSIDADES

Real Madrid

  • O Real pode ser o primeiro clube na Era Champions League a vencer a competição três vezes seguidas - e o segundo em todos os tempos a conseguir essa proeza. Em toda a história, apenas o próprio Real (1956, 57 e 58), Ajax (1971, 72 e 73) e Bayern de Munique (1974, 75 e 76) levantaram três vezes consecutivas a taça. 
  • Zidane pode entrar para a história como o primeiro treinador a conquistar 3 títulos seguidos. Vencendo, iguala a quantidade de troféus de Bob Paisley, campeão com o Liverpool em 1977, 78 e 81, e Carlo Ancelotti, vencedor em 2003 e em 2007 com o Milan, e em 2014 com o próprio Real Madrid. Zidane, aliás, é o único treinador francês que já venceu a Champions.
  • A última derrota do Real Madrid em uma final foi em.... 1981, para o Liverpool.
  • Aliás, a única vitória inglesa em uma final contra uma equipe espanhola foi em 1981. Representantes dos dois países se encontraram em outras três decisões, todas com vitórias do Barcelona, que derrotou o Arsenal em 2006 e o Manchester United em 2009 e em 2011.
  • O Liverpool é o quarto clube que o Real enfrenta em duas finais diferentes da Champions League. Os outros são Atlético de Madrid, Juventus e Stade de Reims. O Real venceu as seis decisões contra esses três adversários.
  • Real Madrid em decisões por pênaltis: venceu Atlético de Madrid (final da Champions League 2016) e Juventus (segunda rodada Copa dos Campeões 1986/87) e perdeu para o Bayern (semifinal da Champions League 2012) e para o Estrela Vermelha (quartas de final da Recopa 1974/75).
  • O Real, que já enfrentou nesta temporada os ingleses Manchester United e Tottenham, tinha uma invencibilidade de 12 jogos contra equipes daquele país, perdida nesta temproada na derrota para os Spurs. Antes, a última derrota para um inglês tinha sido exatamente para o Liverpool, os 4 a 0 de 2009.
  • A equipe de Zidane, que marcou gols nos últimos 29 jogos por competições continentais, deixou de estufar as redes pela última vez exatamente contra um inglês, o Manchester City, na semifinal de 2016, quando empatou em 0 a 0.
  • Contra os ingleses, o Real já fez 37 jogos em competições europeias. São 15 vitórias, 11 empates e 11 derrotas. O clube fez 52 gols e levou 43.
Zidane, o único técnico francês campeão da Champions League: em busca de mais recordes (Foto: Real Madrid)



Cristiano Ronaldo

  • Campeão com o Manchester United em 2008 e com o Real Madrid em 2014, 16 e 17, Cristiano Ronaldo pode ser pentacampeão. Seria o primeiro na Era Champions League. Francisco Gento é o recordista geral, com seis conquistas com o Real Madrid (1956, 57, 58, 59, 60 e 66). 
  • Cristiano Ronaldo já é o maior artilheiro da história do torneio, com 120 gols (sem contar as fases preliminares). Foi artilheiro em 2008 e, desde 2013, só deu o português na liderança da artilharia. 
  • Com 17 gols na temporada 2013/14, Cristiano Ronaldo detém o recorde de gols em uma única edição. O segundo e o terceiro números também são dele. Foram 16 em 2015/16 e 15 na atual edição.
  • O português é o único jogador a ter marcado gols em todos os jogos da primeira fase do torneio, o que aconteceu nesta temporada.
  • Cristiano é o único jogador que marcou gols em três finais (2008, 2014 e 2017) na Era Champions League. Sérgio Ramos, que fez gols nas decisões de 2014 e de 2017, pode igualar esse feito. O recorde geral é de Alfredo Di Stéfano, que marcou gols em cinco decisões, entre 1956 e 1960.
Liverpool
  • A última final europeia disputada pelo Liverpool também foi contra um espanhol. Em 2016, os Reds perderam a decisão da Liga Europa para o Sevilla, em Basileia, na Suíça, por 3 a 1.
  • Além de vencer o Real Madrid na decisão da Copa dos Campeões de 1981 e perder para o Sevilla em 2016, o Liverpool encarou um outro espanhol em uma decisão continental: o Alavés, derrotado pelos ingleses por 5 a 4 na decisão da Copa da Uefa em 2001, em Dortmund.
  • O Liverpool já fez 37 jogos contra espanhóis em competições europeias. Venceu 14, empatou 12 e perdeu 11. Fez 46 gols e levou 38. Nos últimos sete jogos, venceu apenas uma vez, a 3 a 0 sobre o Villarreal pela semifinal da Liga Europa em 2016. Depois, foram dois empates e quatro derrotas.
  • A última vitória contra clubes da Espanha fora da Inglaterra foi exatamente contra o Real Madrid, 1 a 0, em 2009, no Santiago Bernabéu.
  • Incluindo a fase classificatória, os 46 gols marcados pelo Liverpool nesta temporada superaram a marca anterior, do Barcelona, que fez 45 gols em 1999/2000. A partir da fase de grupos, são 40 gols, marca inferior aos 41 que o Real Madrid fez em 2013/14, incluindo a final. Em 2002/03, o Barcelona fez 45, mas em 16 jogos. A média do Liverpool, em 12 jogos, que é 3,33, é a maior de todas até aqui.
  • Liverpool em decisões por pênaltis em competições europeias. São três vitórias, contra Chelsea (semifinal Champions 2007), Milan (final Champions 2005) e Roma (final Copa dos Campeões 1984). A única derrota foi para o Besiktas, na Liga Europa, em 2014/15.
  • Jürgen Klopp dirigiu o Borussia Dortmund em quatro jogos contra o Real Madrid na Champions League de 2012/13. Na fase de grupos, o Borussia venceu por 2 a 1 e empatou em 2 a 2. Na semifinal, o Real saiu na frente (2 a 0), mas foi goleado em Dortmund (4 a 1). Na temporada seguinte, Klopp foi derrotado pelo Real nas quartas de final no jogo de ida na Espanha (3 a 0). Na volta, o Borussia fez 2 a 0, mas foi eliminado.
Klopp já eliminou o Real de uma decisão de Champions quando era técnico do Borussia Dortmund

  • Salah já fez 44 gols em todas as competições nesta temporada - 32 só na Premier League, do qual é o recordista da era moderna do Campeonato Inglês. O recorde do clube é de Ian Rush, que fez 47 em 1983/84.
  • Os líderes de assistências nesta temporada da Champions League são do Liverpool. Milner lidera a lista, com 9. O segundo colocado é Firmino, com 8 passes para gol. 


Comentários